Onde está o seu Protagonismo?

As pessoas ainda têm muito receio de falar e de se expressar. Isso é fato!


Têm medo de ser quem elas são, por conta da insegurança de não ser aceito e do que os outros vão achar.


O problema é que continuaremos sendo medíocres, considerando dois aspectos importantes, tanto para a empresa quando para os colaboradores: protagonismo e felicidade.


O protagonismo está diretamente relacionado à autenticidade. Precisamos de profissionais autênticos para poder liderar com maestria todas as mudanças pelas quais estamos passando. Sem isso, teremos sempre mais do mesmo e ainda, tendo que lidar com uma avalanche de pressão pelo novo, pela inovação que nos engole e o clamor por um novo modelo de Gestão de Pessoas.


O segundo aspecto, a constante busca pela Felicidade e satisfação no trabalho, que se torna cada vez mais um processo longínquo e moroso. Em partes, não por culpa da empresa, mas por deixarmos de lado aquilo que faz sentido pra nós, para mergulharmos nos sonhos de outras pessoas. Por estarmos cegos pela ansiedade (e mesmo necessidade) e aceitarmos uma proposta sem conhecer a empresa. Por achar que damos um jeito e vamos levando. Mas, em pouco tempo nos damos conta que estamos vivendo no mesmo círculo vicioso e longe do que seria o nosso ideal de Felicidade no Trabalho.


A empresa também sofre porque precisa constantemente trabalhar e investir pesado na melhoria do clima organizacional e, quando faz as pesquisas internas, nem sempre o resultado condiz com a realidade, porque as pessoas têm receio de expor suas insatisfações e serem punidas.


Aqui temos dois problemas:

  1. A empresa que é conservadora e não permite nada além do fazer cumprir seus procedimentos obsoletos; ou mesmo empresas que querem avançar com a mudança, mas não consegue evoluir por não ter quem pense além das atividades do dia a dia (quantos projetos começam e “morrem na casca”?);

  2. Colaboradores que não sabem expressar suas opiniões, não podem ou não querem – porque às vezes é mais fácil “seguir o baile”.


Eu já estive no time que baixava a cabeça e fazia sem opinar – não que eu não pudesse, mas como ninguém questionava eu também ficava calada (é o famoso efeito manada). Mas, isso me incomodava de um jeito que decidi mudar! Fui aos poucos aprendendo como colocar minhas ideias, mudei minha postura e me vi sendo chamada com mais frequência para ajudar a resolver problemas, propor soluções e dar novas ideias. Mesmo diante de chefes mais sisudos e tradicionais me tornei Protagonista, mantendo meus valores e ajudando a alavancar resultados.


E, como líder sempre trabalhei para ser a melhor que o meu time pudesse ter, compartilhando, engajando e estimulando a geração de novas ideias para a melhoria contínua dos nossos processos e da própria equipe.


Incentivo você a se descobrir, ser mais leve consigo mesmo, correr atrás do seu desenvolvimento e vencer a insegurança para ser quem você realmente é e conquiste tudo aquilo que deseja conquistar.


As empresas precisam de profissionais fortes, que sabem o que querem e porque vieram para que suportem e sejam protagonistas neste novo capítulo da história do trabalho.


Profissionais mais do mesmo, terão cada vez menos oportunidades.

Por isso, autoconhecimento e busca por muito aprendizado (rápido e prático).


Vamos trabalhar para sermos a Pessoa Certa, no Lugar Certo!


Um abraço!

Luana Vieira


7 visualizações
entre em CONTATO

contato@gestaopositiva.com

+55 (41) 99927-9273

© 2020 por Gestão Positiva. Criado orgulhosamente com Wix.com